19
Fev 09

Hoje lembrei me que nunca falei sobre a minha gata! Frederica Paula Dias Gomes – Freddy!

Minha companhia nos momentos que passo em casa, sempre a minha volta, sempre a seguir os meus passos, até para o wc me acompanha, não entendo este amor por mim, mas na verdade eu também não sei viver sem ela, estranho, mas é verdade!

Mas o que me incomoda, para ser sincera é o tipo de vida deste animal, metidos em casa, comem, dormem, andam atrás dos donos, miam as vezes (apesar da freddy miar imenso, ate parece que fala com as pessoas, pois fazem uma pergunta e ela mia! Educada…)

Numa manhã, despertador toca, marcava 7h15m, levantei me da cama, olhei para ela e todo o meu ritual matinal, foi a pensar – SE EU FOSSE UMA GATA! Rica vida a minha! Acordava a mesma hora, mas com uma diferença, que seria esta: quando a minha dona saísse de casa eu voltava para a cama, talvez fosse tomar o pequeno-almoço e ao wc (caixote de areia), mas depois lá iria eu deliciar me na minha suave, quente cama! Esperava a vinda da minha dona a dormir ou a passear pela casa, passatempo interessante, e mal ela chegasse andava atrás dela…Ela lá se ia deitar e eu claro acompanhava! Rica vida!

Já no carro, no trânsito, estes pensamentos não saíam da minha cabeça, como era bom estar na cama…Ter vida de Gata…

Achei que este pensamento não seria só da minha pessoa, olhava a minha volta, para os outros carros e pensava: “Também gostavas de ter vida de Gata(o)!? Pois claro que gostavas, quem não gostava!?” Mas como tudo na vida, aquilo que gostamos/queremos hoje, não é o que queremos amanhã! Ora, um dia, uma semana, vida de Gata, sim! Agora todos os santos dias do ano! Que tédio! Eu seria uma autêntica bola de Berlim em pessoa! (comer/dormir), não falaria ao telemóvel, não poderia escrever, não poderia conduzir, não poderia ver o mar, não poderia sair e divertir me com as minhas amigas, penso que até do trânsito teria saudades! E depois conclui…Somos uns seres inconstantes! Queremos sempre algo que não podemos ter, queremos uma vida ociosa, queremos ter empregados (donos) para nos servirem o jantar e almoço, etc. mas só por uns instantes…Pois não acredito que alguém aguentasse essa vida…Por isso, uma salva de palmas para os Gatos/Gatas, por conseguirem ter uma vida assim e serem felizes (pelos menos a freddy é, faz muitas vezes aquele barulhinho de rumrum!).

 

publicado por 100jeito às 14:01
sinto-me:

Fevereiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13

16
21

26
28


subscrever feeds
Vídeos
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Posts mais comentados
32 comentários
26 comentários
25 comentários
24 comentários
23 comentários
23 comentários
blogs SAPO