19
Jul 10

Não sei se se lembram de uma das minhas teorias (nada interessantes!) sobre o papel higiénico, quem não leu pode ler aqui!

Digamos que hoje o rolinho foi uma grande ajuda para limpar minhas lágrimas de frustração por uma mau desempenho numa prova importante para ultrapassar mais um obstáculo da minha vida...Fracassei...! Ainda há dias pensava eu que meu sistema lacrimal não estava a funcionar na perfeição, porém, mais uma vez estava enganada... aquilo foi um correr de lágrimas que não tinham mais fim! Com ajuda do meu grande auxiliar rolinho fui enxugando as lágrimas e pensando para mim que, ainda vou conseguir ultrapassar tudo isto e rir deste momento, quer dizer, desta manhã de choro!

Gostava de conseguir conter as lágrimas, mas não consigo... a idade passa e continuo a ser aquela criança que quando as coisas não correm como ela queria, em vez de levantar a cabeça e pensar positivo, não! Desata a chorar, tipo barragem do Pocinho!!! Se eu pudesse mudar algo em mim, isto era uma coisa que mudava na hora...mas não adianta...sou toda eu uma chorona...

Ao menos fiquei a saber que o meu sistema lacrimal não estava assim tão mau...

Mas agora, depois da frustração tenho de levantar a cabeça e esperar pela minha nova oportunidade de provar que sou capaz! E essa oportunidade será já em breve...tenho um mês para me concentrar e será mesmo isso que vou fazer!

publicado por 100jeito às 13:34

01
Jul 09

Eu sou do tipo de pessoas que aguenta, aguenta e aguenta os problemas, mas claro que depois expludo! E como expludo? Muito fácil, eu choro que nem uma madalena arrependida! Podia-me dar para berrar, para ter ataques de fúria ou até mesmo para puxar os cabelos! Mas não! Aqui a 100jeito quando explode começa a chorar e não há operação stop que a pare!

Posto isto, deixo-vos a minha teoria que dou o nome de " A outra forma de ver o papel higiénico!" - esqueçam aquela parte do WC, pensem só no papel higiénico em si! Ora vejamos, quando choramos que nem umas madalenas arrependidas (que foi o que me aconteceu ainda a pouco!) necessitamos de ter algo para enxugar as nossas lágrimas e "ranho", certo? Sim! E dizem vocês - esta rapariga não bate bem! Então não sabes o que são lenços de papel!?! Pois eu saber até sei, mas nestes casos, não os acho nada apropriados! Reparem! Os lenços de papel são práticos sim, para andar na carteira e tal, pois estão protegidos pela embalagem de plástico, mas na práitca quando temos aqueles ataques de choro, de práticos não têm nada! É preciso estar constantemente a abrir a embalagem para retirar um lenço, depois de assoar uma vez o nariz, o lenço fica todo sujo, lá temos nós de voltar a tirar outro! Enquanto com o rolo de papel higiénico é muito mais prático, enfiamos dois dedos no rolo, e choramos, choramos, depois desenrolamos um pouco e assoamos, encostamos para o lado (no meu caso! pois há quem se levante para ir colocar no caixote do lixo! Eu vou só no final!) e voltamos a desenrolar,  podemos desenrolar o papel até onde quisermos, ou seja, temos a liberdade de escolher quanto papel usar, o que não acontece com os lenços de papel! Por vezes a quantidade de "ranho" é tanta que lá temos nós de usar outro lenço! Que maçada!

Para terminar, acho muito mais suaves que os lenços, sim claro, depende dos lenços de papel! Mas para mim nada melhor que a suavidade de uma folhinha de papel higiénico para limpar as minhas lágrimas que jorram dos meus olhos nestas alturas...é que parece que abriram aqui uma barragem e esqueceram-se de a fechar...isto não pára! É pior que as cheias do Rio Douro (mas limpinhas estas!).

Por isso, aconselho que comecem a pensar na "outra forma de ver o papel higiénico" - pois ele tem mais qualidade para enxugar as lágrimas que  lenços de papel! Desculpem qualquer coisinha, no que toca á visualização enquanto estão a ler este post, mas vejam de outra forma, uma rapariga sentada no sofá a chorar imenso e o papel higiénico ao lado como se de um melhor amigo se tratasse! E posso dizer que ele ainda se encontra ao meu lado, acabei de desenrolar mais uma folhinha, nada melhor que a companhia do papel higiénico quando explodimos!

 

Desculpem mais uma vez esta minha forma de explosão, ninguém é perfeito, pois não!? Fui aguentando até hoje, mas depois de tanta lágrima e "ranho" acreditem que sinto-me outra! Estou pronta para encarar o dia de amanhã...de cabeça erguida, ou seja, "tô pronta pra qualquer disputa!"

Espero muito sinceramente que não estejas tipo eu! Mas se estiveres deixo aqui um rolinho se precisares!

publicado por 100jeito às 23:02
sinto-me: chorosa...

18
Fev 09

De todas as teorias que me deparei ao longo da minha vida, dando alguns exemplos: Teoria Geral do Crime, Teoria dos fins das penas, Teorias subjectivas, Teoria normativista de Kelsen, Teoria da “condition sine qua non” (neste momento são estas que me lembro!) entre outras, posso eventualmente não concordar com elas, mas consigo entender o seu conteúdo! Mas existe uma Teoria que penso que nunca vou entender! Dá-se pelo nome de “Teoria do ele deixou de ter interesse”, não conhecem!? Passo a explicar.

Ora, quando conhecemos um rapaz, primeira coisa a fazer!? Não dar muita importância, depois eles aos nossos olhos ficam tipo aqueles príncipes, que nos aparecem no seu cavalo branco, continuamos com o pé atrás, numa de defesa, continuamos a não deixar que ele derrube a nossa “bola de plástico” onde nos inserimos! Mas com o tempo dá-mos inicio á fase do “Vou acreditar!” e as coisas mudam! Ora aqui dá se o processo da Teoria do ele deixou de ter interesse! Pois quando começamos a acreditar eles vão desaparecendo! Pois e é aqui que me deparo com vários dilemas! Então, se eles se fazem passar por príncipes, logo, a meu ver, querem ou desejam algo mais de nós, querem a nossa confiança, querem a nossa atenção! Parece que estou certa!? Se não estiver, estejam a vontade de me avisar! Então para quê tanto trabalho a fazerem se passar por “Príncipes”, demonstrando ser diferente de todos os outros homens (Como eles odeiam que digam “os homens são todos iguais!”), de nos prometerem mundos e fundos! Ok, desculpem, aqui era a parte do “ENGATE”, eu sei, está na natureza deles…Primeiro dilema, acho que encontrei a solução…Era tudo uma questão de engate! Segundo, porque perdem eles o interesse? Porque deixamos de ser algo “proibido”, perdemos o encanto de um momento para o outro? Ok, a minha mãe sempre me disse: “ O proibido é o mais desejado!” talvez seja esta a solução para o segundo dilema! Por último, pergunto-me, porque é que eles perdem tempo com isto? Está na natureza deles!? Será tudo uma questão de caça?

E será que esta teoria se adapta também á mulher!? Na minha opinião, acho que não, talvez algumas, aquelas que já conseguem pensar como autênticos “gajos” (ai como eu gostava de me tornar numa dessas mulheres, sofreria menos!) De todas as mulheres que conheço, de várias histórias que fui conhecendo parece que não se adapta! Pois nós mulheres, quando acreditamos dá-mos tudo de nós, e perdemos sim interesse, quando não nos dão valor! Sim, esta teoria concordo e entendo! A Teoria do “ não lhe deram valor”!

 

*Desculpem homens que não se inserem neste post! É só uma teoria parva que eu e as minhas amigas utilizamos…nada de especial!*

publicado por 100jeito às 18:28
sinto-me:

Abril 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
13

14
15
16
19
20

21
22
23
24
25
27

28
29
30


subscrever feeds
Vídeos
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Posts mais comentados
blogs SAPO