13
Abr 09

As férias tinham chegado, e eu rumava para Peniche, toda contente, na altura eram 5 horas de camioneta, e eu ia sempre com um sorriso estampado na face…Não era o primeiro ano que ia para lá nas férias, nem ele seria o meu primeiro “namorado” de verão, pois como sempre fui muito namoradeira, todos os anos tinha de ter um “namorado” diferente, falo deste jeito, pois não eram namorados a sério, eram aquelas paixonetas…Boas de se ter e fáceis de esquecer quando voltava a minha vida cá em cima!

Mas nesse ano, foi diferente, no bar onde nos encontrávamos todos os amigos, ele estava ao canto, eu olhei e não consegui tirar os olhos dele, todos os anos ia passar férias lá e nunca o tinha visto! Naquele momento, desejava saber o nome, consegui, depois seguiu-se o que fazia ele, consegui e por fim era o “conhecimento”, visto que as minhas amigas o conheciam não foi difícil!

No dia seguinte, lá estava ele na praia, Peniche-surfistas! Sim ele era surfista, e portanto era fácil de encontrar! Ali fiquei, apanhar um frio imenso, mas sempre de olhos nele, passamos cerca de 2 dias só nisto, olhares, até que finalmente o momento aconteceu e num bar de praia, bem juntinho ao mar, iniciamos uma longa conversa, quer dizer, não muito longa, pois como tinha horas para estar em casa, quando olhei para o relógio já estava assim muito para o atrasada… Ele acompanhou-me!

Não conseguia adormecer! Só pensava nele, imaginava-me a passear pela praia, por aquelas paisagens magníficas, ou seja, ansiava por o dia de amanhã, queria voltar a estar com ele, coisa que nunca tinha sentido, talvez por não levar o AMOR muito a sério! Mas parece que a seta do cupido tinha me atingido!

No dia seguinte, fomos para o centro, estava vento, ninguém queria ir para a praia, mas quando está vento, é sinal de boas ondas, assim…lá estaria ele no mar, depois de convencer o meu grupinho, lá fomos nós, “parece que estão boas ondas nos Supertubos!” – dizia uma amigo meu! Então lá fomos nós, e claro ele estava lá! Acho que aquele sorriso que estava estampado na minha cara não enganava ninguém, nem a ele, claro! Ele que não fazia parte do nosso grupo, juntou-se a nós! Troca de olhares constantemente, as tais borboletas estavam a invadir-me! Senti-me feliz só por estar na presença dele! Quando me despedia, ele perguntou o que fazia mais logo…Meu coração bateu forte, eu queria mesmo que ele fizesse aquela pergunta…E a hora combinada lá estava ele, e fomos dar os tais passeios que eu tinha imaginado! Tudo parecia um sonho…Sentia-me nas nuvens! Foram 15 dias assim…Nas nuvens!

 Como tinha de vir uma semana ao Porto tratar de um problema da escola, passamos uns dias separados, mas sempre em contacto…Eu sabia que ia voltar rápido, por isso, continuava feliz! Quando lá cheguei, voltei para as nuvens! Parecia um sonho, ele era especial para mim e eu sentia que também era especial para ele…Já andávamos de mãos dadas e tudo…Um autêntico casalinho! Mas como as férias estava a chegar ao fim, as conversas começaram a ser sobre como seria depois…Lembro de ele dizer que vinha para o Porto, pois queria continuar ao meu lado! Mas apesar de estar nas nuvens, completamente apaixonada, sabia que isso não seria possível…

Fomos aproveitando os momentos que restavam até a data da minha despedida…As coisas boas na vida passam a correr! E essa data tinha chegado!

O meu pai foi me levar á camioneta, e quando já estava lá dentro, olhei para um lado e ele também estava lá…Nunca mais esqueci esse momento!

Se fosse agora, era capaz de sair da camioneta e largar tudo o que tenho aqui e ficar com ele, mas era adolescente, não sai, chorei, mas sempre a pensar que no próximo ano o voltaria a ver…

Mas a vida tem destas coisas, e cada um seguiu o seu caminho, custou no inicio, mas depois o sentimento foi desaparecendo, talvez não tenha sido assim tão verdadeiro como achava, mas que enquanto durou foi bom, foi, e se eu o aproveitei, sim aproveitei…E relembro todos os momentos que passei com ele, sempre que passo por locais que ele me levou a ver as paisagens, lembro-me dele…Mas na vida há caminhos a seguir, e nós percorremos caminhos diferente…Agora já não sei nada dele, sempre que vou lá nunca o encontro… Mas vai ser sempre lembrado como o meu primeiro amor de Verão!

 

publicado por 100jeito às 17:07
sinto-me:

Abril 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

12
14
15
17
18

19
22
24
25

28
30


subscrever feeds
Vídeos
mais sobre mim

ver perfil

seguir perfil

57 seguidores

pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados
32 comentários
26 comentários
25 comentários
24 comentários
23 comentários
23 comentários
blogs SAPO